Viagem com Animais

Pretende viajar com o seu animal de estimação? Saiba aqui todas as informações necessárias! 

O transporte do animal não pode prejudicar o conforto e comodidade dos outros passageiros, por esta razão, existem algumas condições para este transporte:

  1. O passageiro que estiver transportando o animal, tem como obrigação higienizar o contêiner no caso do animal lançar dejetos ou provocar emissão de odores que ocasionem desconforto aos demais passageiros.
  2. Caso o animal produza barulhos que atrapalhem os demais passageiros o dono do animal deve seda-lo, sob pena de impedimento para prosseguir viagem.
  3. É possível realizar a compra da passagem para o animal através das Agências e Disque Passagem e em todos os serviços: Convencional, Executivo, Semi Leito, Leito e DD.
    *Esta modalidade de venda não está disponível para vendas no site.
  4. As regras de troca, remarcação e cancelamento das passagens compradas para o animal obedecerá às mesmas normas e critérios estabelecidos aos demais passageiros, inclusive quanto a forma, prazos, condições e cobranças de multas/taxas realizadas pela transportadora (https://expressobrasileiro.com/Pagina/10/troca-remarcacao-e-cancelamento).

Seguem os procedimentos e legislações aplicadas a cada órgão regulamentador das nossas operações:

Linha Interestadual (ANTT)

Diretriz: O transporte de animais será realizado no salão do veículo, está autorizado o embarque de animais sem cobrança de passagem. O animal deve possuir o peso de até 10Kg, estar acomodado em container com o limite de tamanho de 44x36x27 (CxLxA), sendo somente 01 animal por container. Serão aceitos até 02 (dois) contêineres por viagem, sendo apenas 01 por passageiro. O animal não poderá ocupar uma poltrona e o container deverá ser alojado no assoalho do veículo, próximo (abaixo da perna) do passageiro restrito ao espaço físico da poltrona do mesmo passageiro e lá deverá permanecer até o fim da viagem. O animal deverá, obrigatoriamente, estar sedado ao embarcar e assim permanecer durante toda a viagem.

Documentação: Deverá ser apresentado, atestado médico veterinário, emitido no período máximo de 10 (dez) dias antes da viagem declarando boa condição de saúde do animal, além da carteira de vacinação atualizada e com o registro de vacinas anti-rábica e polivalente.

Casos especiais:

Cão-guia:  Deve estar acompanhado do deficiente visual, não possuem limite de peso, desobriga acondicionamento em container e a cobrança de passagem, deve apresentar registro de escola de cão-guia e atestado de sanidade. O limite de quantidade por veículo não se aplica a cão-guia.

Aves e Animais Silvestre: Se aplica a diretriz acima, sendo necessária a autorização do IBAMA, especifica para a viagem requisitada.

Legislação: Decreto 2521 de 20 de março de 1998, art. 30º. Resolução ANTT 1383- 2006 art. 7º